No mês das mulheres Padaria Real atinge a expressiva marca de 50% de colaboradoras em seu quadro de talentos

Por: Lincoln Tavares de Melo

São 52 mulheres e 47 homens em posições de liderança na padaria do interior de SP

No mês em que celebramos o Dia Internacional da Mulher (8 de março), a Padaria Real, que fica em Sorocaba, cerca de 90 quilometro de São Paulo, atingiu a expressiva marca de 50% de mulheres em seu quadro de talentos de cerca de 850 colaboradoras (es). Na contramão do índice nacional, que nos mostra que nos últimos quatro anos o número de mulheres em cargos de liderança encolheu de 40% para 38%, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Padaria Real se orgulho de alcançar o número  de 52 mulheres e 47 homens em posições de liderança.

Esse objetivo vinha sendo perseguido há pelo menos 2 anos, “e sempre batia na trave”, como diz Maurício Micheletti, Diretor Executivo na Helett Consultoria, empresa que presta serviços de Recrutamento e Seleção para a Padaria Real há 10 anos. “Os clientes entram na padaria e acham que as mulheres estão apenas no balcão de atendimento, mas elas ocupam todas as áreas, como por exemplo, o administrativo”, comenta Maurício. O profissional também nos contou que desde o início do trabalho da Consolidar – Diversidade nos Negócios, com a Padaria Real, há cerca de cinco anos, ele sabia que essa parceria traria bons frutos para a expansão de consciência e fortalecimento da cultura inclusiva.

Vale destacar que o Brasil conta com uma população majoritariamente feminina, o que representa 4,5 milhões de mulheres a mais que homens (51,6% de mulheres e 48,4% de homens), segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua – PNAD, do IBGE. Importante dizer também que um dos 17 Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que compõe a Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), trata das metas para a Igualdade de Gênero (ODS 5). Segundo dados da ONU Mulheres, “construir um Planeta 50-50 depende que todas e todos – mulheres, homens, sociedade civil, governos, empresas, universidades e meios de comunicação – trabalhem de maneira determinada, concreta e sistemática para eliminar as desigualdades de gênero”.

A Padaria Real vem sendo reconhecida pelo seu consistente trabalho de diversidade e inclusão em Sorocaba, principalmente pelos resultados conquistados com a inclusão e permanência de colaboradores com deficiência – que hoje está acima do que determinada a chamada “Lei de Cotas” (8.213/91). Essa lei estabelece a obrigatoriedade de contratação de 2% a 5% de colaboradores com deficiência para empresas acima de 100 colaboradores. A padaria conta com cinco unidades em Sorocaba e possui um grupo de Embaixadores da Diversidade e Inclusão formado por colaboradores,  líderes e um dos proprietários da empresa. E como fruto deste trabalho a padaria recebeu, na Sede da ONU, em Nova Iorque, o reconhecimento Global de “Boas Práticas de Empregabilidade para Trabalhadores com Deficiência”, no último dia 3 de dezembro, durante a celebração do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência.

A “Nação Real” está engajada em outros dos chamados “Pilares da Diversidade”, como por exemplo, as questões de gênero e das pessoas com mais de 60 anos. E, conforme citado anteriormente, existe uma preocupação em contribuir com a Agenda 2030, mais especificamente, as ODS’s 5 (Igualdade de Gênero), 8 (Trabalho Decente e Crescimento Econômico) e 10 (Redução das Desigualdades).


Categorias desse artigo:
Diversidade e InclusãoFique por DentroMulheres